A ESCOLHA DO EQUIPAMENTO INFLUENCIA A LINGUAGEM?

Postado em 08/04/2015 por Carlos Ebert
a-escolha-do-equipamento

Com certeza. Da portabilidade e ergonomia até a qualidade da imagem gerada, as características de uma câmera influenciam – e muito, a maneira como as imagens são captadas, o que resulta numa linguagem cinematográfica específica. Nos primordios do cinema, a câmera era tocada a manivela e ficava fixa sobre o tripé, fazendo um plano geral […]

CONTINUAR LENDO

DAS SOMBRAS

Postado em 01/04/2015 por Carlos Ebert
das-sombras

“Onde há luz, há sombras.” Truísmo Sombra. substantivo feminino Claridade atenuada pela interposição de um corpo entre ela e a fonte de luz. Silhueta que um corpo desenha numa superfície quando ele se interpõe entre ela e o sol ou uma fonte de luz. Ausência de luz. Escuridão. Trevas. E por aí seguem os sinônimos, ficando mais […]

CONTINUAR LENDO

COMERCIAL FESTIVAL INTERNACIONAL DE CIRCO SESC 2014

Postado em 25/03/2015 por Carlos Ebert
festival-internacional-de-circo-sesc-2014

O filme de 30” tinha de saída uma séria limitação: não seria possível mostrar os rostos dos artistas. Porque? A explicação do cliente era meio mambembe (já que falamos de circo…): não privilegiar os artistas de um determinado circo em detrimento dos demais. A questão é que só um dos grupos cedeu artistas para fazer […]

CONTINUAR LENDO

QUE CÂMERA É MELHOR PARA O QUÊ?

Postado em 17/03/2015 por Carlos Ebert
que-camera-e-melhor-para-que

“Matar uma mosca com um tiro de canhão” é uma expressão popular que cabe como uma luva quando o assunto é a escolha de um formato de captação em cinematografia. De acordo com a “teoria do funil”, há que se considerar a midia final em que a peça será exibida para poder estimar as caracteristicas […]

CONTINUAR LENDO

À GUISA DE ITINERÁRIO AUTOBIOGRÁFICO

Postado em 10/03/2015 por Carlos Ebert
a-guisa-de-itinerario-autobiografico

Contar a própria história não funciona. Com narrador e personagem coincidindo, teremos poucos fatos e muitas versões… O ideal seria apenas alinhar os fatos, ou melhor,as obras, como está no Currículo. E se já lá está, então não há porque redundar. O que posso fazer com pouca precisão e muito custo – porque baseado na […]

CONTINUAR LENDO