O OFICIO DO CINEMATÓGRAFO

Postado em 20/05/2015 por Carlos Ebert
semana-abc-2015

Apresentação da mesa na Semana ABC 2015 Convidado por Lauro Escorel para moderar a mesa “Caminhos da Cinematografia: o ofício”, durante a Semana ABC 2015 optei por escrever o texto de abertura para ser o mais breve e objetivo possível. Cada participante dispunha de 15 minutos para fazer sua exposição, e ao final tivemos um […]

CONTINUAR LENDO

NOTAS SOBRE A CINEMATOGRAFIA ITALIANA DO PÓS GUERRA I

Postado em 13/05/2015 por Carlos Ebert
cinematografia-italiana-pos-guerra-1

Minha formação como DF deve muito aos diretores e diretores de fotografia italianos do pós guerra. Minha opção profissional se deu – até onde eu me lembro ou me conduz a minha fantasia, ao assistir ao Eclipse, 1962, de Michelangelo Antonioni, que vi no Art Palácio Copacabana, matando aula do cursinho vestibular. Fiquei duas sessões […]

CONTINUAR LENDO

LATINIDAD & GALHOFA

Postado em 29/04/2015 por Carlos Ebert
latinidade-galhofa

Há tempos que queria trabalhar com a Fantástica Post. Conheci Marlon Klug em 2010 durante o evento Masterclass em Cinematografia Digital da Caixa Cultural em Curitiba. Ele deu uma classe e mostrou um rolo incrível de SFX. Conversamos rapidamente e fiquei com uma ótima impressão inicial. Depois vi mais algumas peças produzidas por eles, sempre […]

CONTINUAR LENDO

FIAT LUX

Postado em 24/04/2015 por Carlos Ebert
fiatlux

O ano de 2015 foi declarado o Ano Internacional da Luz (IYL) pela Organização das Nações Unidas. Organizações, instituições e indivíduos envolvidos na ciência e nas aplicações da luz vão se unir para esta celebração de um ano, para ajudar a divulgar o que sabemos sobre as maravilhas da luz. Da minha parte – mais […]

CONTINUAR LENDO

COR TEM TEMPERATURA?

Postado em 16/04/2015 por Carlos Ebert
cor-tem-temperatura

Cor tem temperatura sim! Imagine essa cena: um ferreiro coloca uma barra de ferro na forja. A medida em que ela vai aquecendo, ela começa a emitir luz. A principio uma luz tênue e avermelhada, depois alaranjada um pouco mais forte, depois amarela, branca – mais intensa ainda, e finalmente branca azulada bem forte. A […]

CONTINUAR LENDO